Poemas -> Amor : 

*Quando me perco é que me encontro*

 
Open in new window

Hoje preciso de mim...
Sentir a fragilidade de minha alma

No vazio do meu olhar
Na sombra dos meus dias.

Tudo gira em torno deste sentimento
Entre tanta lembrança, tanta ausência...

E outra vez me pego sonhando
Sonhando sem horizonte
Coração tão distante,
Sem rumo certo... Sou saudade.

Mas tão somente...
Tem dias que preciso de mim

Já não me encontro
Perdi-me no tempo...
...na ausência de ti.

E eu continuo tentando
Estou (re) aprendendo agora,
Que levaste tudo de mim...

E neste silêncio do amor, descobri...

(...) que quando me perco é que me encontro
Pois minha alma esta tão profundamente em ti.


Open in new window





Open in new window




Everytime We Touch
 
Autor
belarose
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1689
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
29 pontos
11
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/01/2014 23:57  Atualizado: 28/01/2014 01:02
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Sabe Rose... Infelizmente nossa alma, as vezes precisa desse reencontro conosco mesmo.... è ali que descobrimos nossa Essência e aprendemos a amenizar a saudade, bom se tivesse uma fómula mágica que nos fizesse parar de sentir, por vezes queria isso, parar de sentir...me vi e emocionou-me pq escreveste minha alma... Um beijo...


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/01/2014 00:37  Atualizado: 28/01/2014 00:37
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Querida Rose!

Lindo teu poema!

Romântico e nostálgico, um retrato da saudades de um grande amor.

Parabéns pelo inspirado texto poético!

Bjs,

ALICE


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 28/01/2014 02:39  Atualizado: 28/01/2014 02:39
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 12948
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Amiga Poetisa
Linda poesia!

(...) que quando me perco é que me encontro
Pois minha alma esta tão profundamente em ti


Obrigada por partilhar! Amei!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 28/01/2014 04:52  Atualizado: 28/01/2014 04:52
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3413
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
"quando me perco é que me encontro", como as ausências sentidas somente,
e mesmo a fragilidade da alma, silêncios sem fim, "tem dias que preciso de mim", mesmo tentando, (re) aprendendo, ou apenas "sonhando sem horizonte". Tristemente belo. Obrigado.

Agradeço-te

Enviado por Tópico
acalenta
Publicado: 28/01/2014 11:40  Atualizado: 28/01/2014 11:40
Colaborador
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade:
Mensagens: 5211
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Olá Rose!!!


Maravilhoso!!!! Mas as vezes nos sentimos assim perdida sem saber que rumo tomar,derrepente nos reencontramos nosso (EU),amei amiga parabéns.

beijinhos

acalenta

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/01/2014 14:00  Atualizado: 28/01/2014 14:00
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
muito belo, querida Roseli. cada vez mais perfeita a tua poesia e é um prazer acompanhar essa evolução. mil parabéns.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 28/01/2014 14:06  Atualizado: 28/01/2014 14:06
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 24050
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Uma alma apaixonada que no silêncio descobre o seu vedadeiro ser

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 30/01/2014 01:56  Atualizado: 30/01/2014 01:56
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 8233
 Re: *Quando me perco é que me encontro*
Boa noite Rose, seus versos narram uma personagem que aprendeu a se reconstruir, a partir do contraditório do amor, parabéns, parabéns pelo seu contagiante poema, um grande abraço, MJ.

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 01/02/2014 23:59  Atualizado: 02/02/2014 00:00
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 9672
 Re: *Quando me perco é que me encontro* P/belarose
Foi bom haver esse encontro é sinal de uma restrospectiva séria dos seus sentimentos e isso dá força e coragem para a vida. Lindo poema. Bjo. Vólena