https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ida Partida

 
Há uma tristeza tão grande
nas estantes vazias,
que se pensa que as idéias
sumiram no mundo.
Resta apenas a desolação
em mogno preto
e esse cheiro de abandono
que percorre os corredores
como um fantasma
descrente da própria morte.
E ainda que todos
os adjetivos, verbos e advérbios
tenham impregnado as paredes,
sabe-se que a poesia acabou.
A enseada de Botafogo,
que um Naif em vão tenta recriar,
perde a cor aos poucos
e tudo, agora,
é só a branca ausência.


Sentir-me-ei honrado com a sua visita em minhas páginas, nos links abaixo:

www.fabiorenatovillela.com

Blog - Versos Reversos

 
Autor
FabioVillela
 
Texto
Data
Leituras
718
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/06/2014 15:57  Atualizado: 16/06/2014 15:57
 Re: Ida Partida
gostei de ler. parabéns.


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 16/06/2014 17:23  Atualizado: 16/06/2014 17:23
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5328
 Re: Ida Partida
muito bom! sabemos que a poesia agoniza, mas vez ou outra ela respira brandamente, dentro de poemas como este.
agradeço por partilhar.

abraços.