https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Silenciosa

 
Tags:  Silenciosa  
 
Open in new window


Já não digo nada
deixa o sol reluzir
tocar a pele molhada
e amorosamente secá-la.
.
Meus belos silêncios,
Não interessa a ninguém
Interessa a alguém?
A costura alinhavada dos meus lábios?
.
Tenho prosas com a mente;
Que só o meu peito sente;
Prosas que não se reparte;
Para amostra de arte.
.
Meus belos silêncios
ninguém os observa,
só o crescer calmo da erva
nestes rios repletos de sábios.
.
Enterrando a preciosa Ideia
como uma arca coberta de areia,
É tanto parecer na sensação
Que por vezes altera a emoção.
.
Sopra docemente o vento,
Abafando o argumento,
Até me apetecer,
Será como eu posso ser,
silenciosa.
.
Ana Carina Osório Relvas/A.C.O.R


A felicidade são pequenos sorrisos de determinados momentos
Ana Carina Osório Relvas/acor

https://acor13.blogspot.com/



 
Autor
A.C.O.R
Autor
 
Texto
Data
Leituras
768
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
8
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/09/2014 12:38  Atualizado: 05/09/2014 12:38
 Re: Silenciosa
Parabéns poetisa!

Este teu poema ficou muito, muito belo!

Beijo,

Anggela


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 05/09/2014 13:06  Atualizado: 05/09/2014 13:19
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Silenciosa
Belo silencio sábio que pluraliza a sabedoria que costura os instantes nos rascunhos dos momentos, onde docemente o vento toca silenciosamente.

lindo poema


Enviado por Tópico
estojo-do-céu
Publicado: 05/09/2014 14:48  Atualizado: 05/09/2014 14:48
Da casa!
Usuário desde: 02/03/2013
Localidade: Portugal -Algarve
Mensagens: 441
 Re: Silenciosa
Belo!
Parabens Ana por tão belo poema...
Por vezes o silencio vale por mil palavras...
Abraço


Enviado por Tópico
Monstro-daslágrimas
Publicado: 05/09/2014 21:35  Atualizado: 05/09/2014 21:35
Da casa!
Usuário desde: 05/08/2014
Localidade:
Mensagens: 313
 Re: Silenciosa para a Ana
Mais uma vez, o belo chega primeiro, depois dos seus indiscritíveis vocábulos …

A sua foto é maravilhosa, fez -me lembrar, seus cabelos se misturando com a relva de um jardim abandonado …

Um milhão de parabéns, por deixar aqui, a sua sensibilidade com voz de pássaro, nas palavras…

E peço-lhe, que não se esqueça da brandura dos seus silêncios, que movem um mundo por colorir …. Telas por pintar, jardins por plantar,

Não desperdice seus sublimes silêncios, porque há sempre alguém, no quebrar dos olhares, esperando o romper maravilhoso dos seus lábios, alinhavados, longe do alfaiate das solidões …

Por que todos os silêncios fechados, morrem sem sorrir … secos por dentro, sem os ruídos perfeitos do seu sentir ….

Um abraço…