https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Natal : 

" OS MEUS VOTOS DE NATAL..." (ahahahhaha)

 
Tags:  social    introspecção    critica    politico    reflecção  
 


https://www.youtube.com/watch?v=AXTaCwzaXiw

"OS MEUS VOTOS DE NATAL"

Feliz Natal a todos os meninos de rua...
Com frio, fome e insegurança...
saibam contentar-se com a esperança em palavras bem ditas de todos os que por elas se glorificam
Miúdos... MUITO Bom Natal!!!!
Aos idosos que suportam as dores sem remédios...a contar os tostões na frente de uma morte sem dignidade...como troca de uma vida de trabalho
VELHINHOS um OPTIMO Natal!!!
A todos que ficaram sem trabalho...e que estendem a mão às sobras alheias...
Desejo um Natal em CHEIO
Aos muitos enganados que esperam a paga de um serviço prestado...
Pois que o Natal seja MUITO MAIS do que PROMESSAS
A todo o político de alma vendida...
Desejo que parta a CA...BE...ÇA...na primeira esquina
A todo o DEPUTADO que se calou à DESIGUALDADE E INJUSTIÇA...
Desejo uma consciência doridamente PESADA e que engula uma GIGANTE espinha
A todo e qualquer governante OBSESSIVO,OMISSO OU SUBVERSIVO...
Quero do fundo do meu coração que parta os dentes todos num valente trambolhão BEM do ALTO do seu IMPERIAL CADEIRÃO
Para a GENTE do meu país...
Desejo que este Natal...na chaminé encontre o PODER da nossa Raça...
Para cantarmos o nosso Hino com ORGULHO e DIGNIDADE

11-12-2011

TEXTO E VOZ- Elisabete Luis Fialho
Imagem - Google
Musica- Youtub
 
Autor
lisa++
Autor
 
Texto
Data
Leituras
932
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
5
3
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/12/2014 13:39  Atualizado: 16/12/2014 13:39
 Re: " OS MEUS VOTOS DE NATAL..." (ahahahhaha)
bem declamado e com conteúdo rico em ironia, já que pouco nos resta a nós, o povo, senão esta arma que não mata mas ridiculariza toda essa cambada de governantes incompetentes. muito bom, Elisabete. um abraço


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/12/2014 15:48  Atualizado: 16/12/2014 15:48
 Re: " OS MEUS VOTOS DE NATAL..." (ahahahhaha)
Não me digam depois que foi tudo mentira…
Pra dizer a verdade cá estarei eu, um qualquer fulano
Investido em funâmbulo de feira
Tão real como a eira onde é espancado o feno

Tal como outros, trago um fardo num ombro
Com o peso da nação e n’outro o qu’ela m’isenta
De ilusão e no destruído escombro
Que do meu coração resta, a pouca fé cinzenta.

Não me digam depois que foi tudo mentira…
Porque aqui d’onde sou se desespera com a negação
Regurgitada do reino bera d’outra era.
Tal como outros, amputarei da alma a fé… na razão.

E depois não digam, que era tudo mentira…

Jorge Santos (11/2011)
http://joel-matos.blogspot.com