Poemas : 

Amanhecer…

 
É no silêncio da minha voz
Que grito
É da masmorra do meu algoz
Que clamo
É na corrente do rio que não encontra a foz
Que me afogo

É na senda inquietante dos quereres
Dos saberes
E dos viveres
Irregulares
Particulares
Num rumo de rigor e apuramento
Que me aguento
(S) Em tormento

Vigilante nos requintes do decoro
Embora presente, ausento-me
Enquanto o sol se põe e a lua nasce
Regresso antes do romper da aurora
Para chegar em cima da hora
E sem demora
Ser novamente amanhecer


 
Autor
Auroraemmim
 
Texto
Data
Leituras
2542
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
3
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/04/2016 00:15  Atualizado: 05/04/2016 00:15
 Re: Amanhecer…
As vezes dentro das nossas próprias prisões é que encontramos a verdadeira liberdade e nela ouvimos o que até então nos era entendido como muda surdez dos sentidos.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/04/2016 21:02  Atualizado: 05/04/2016 21:02
 Re: Amanhecer…
Muitas vezes ficamos apanhado nas coisas sem perceber o nosso próprio ser, o tempo passa os sonhos não acontecem e a solidão entra pelos olhos fazendo as lágrimas se exclamarem .

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/04/2016 10:24  Atualizado: 06/04/2016 10:24
 Re: Amanhecer…
Muito belo o teu poema!

Parabéns!

Um abraço,

Anggela