https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Mentes do querer falhado

 
Open in new window

Eu sou o vento
Que acorda as madrugadas,
No falar, uso palavras aprumadas,
Não gosto de confronto

Sou a razão do medo,
E não o motivo da ira
Que neste mundo gira,
Despido de credo

Sou o princípio da literatura
E não escravo de furtados meios,
Não desisto por meros receios
Da desventurada loucura

Sou amante da poesia
E não professor dos poetas
Nem escravo de falsos profetas,
Que vivem da incúria

Não me deixo ser imolado
Pelas mentes do querer falhado,
De poeta, não têm jeito
Nem proveito

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
552
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
40 pontos
6
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/11/2016 18:28  Atualizado: 23/11/2016 18:28
 Re: Mentes do querer falhado
Muito bom poema, como sempre.


Enviado por Tópico
kripy
Publicado: 23/11/2016 20:37  Atualizado: 23/11/2016 20:37
Colaborador
Usuário desde: 26/05/2010
Localidade:
Mensagens: 2988
 Re: Mentes do querer falhado
uma única palavra: excelente;) um grande abraço,kripy.


Enviado por Tópico
Jerenino
Publicado: 25/11/2016 16:40  Atualizado: 25/11/2016 16:40
Da casa!
Usuário desde: 04/09/2016
Localidade: ponte nova mg
Mensagens: 475
 Re: Mentes do querer falhado
siplesmente de mais meu amigo

ate favoritado
digno de aplausos.