https://www.poetris.com/
Poemas -> Relacionamentos : 

Através De Um Galho

 
Tags:  amor    saudade    rimas    medo    Juvenis  
 
Através De Um Galho
 
Ela me chamou de louco
Disse que para mim, não existe "apenas um pouco"
E por conta da minha imaginação,
Culpa-me por ser muito imaturo
Mas falei para ela, para não tentar me mudar
Pois este é meu mundo, não quero deixar de imaginar
Se não, a televisão, a internet, a comunicação,
Me transformarão em um ser humano devolvido ao tempo da escravidão
Se eu deixar de sonhar, me tornarei mais um alienado
Mais um que teve o poder de pensar, amputado
Não conseguirei nem mesmo permanecer levantado.

Ela tentou criar uma "nova pessoa" para mim
Mesmo não confessando, ela estava se incomodando, eu percebi
Então, para finalizar minha conclusão, a perguntei, e ela disse sim
Pensei qual era o motivo para ela ficar tão incomodada
Como diria conhecidos, "Estava na cara"
Talvez as minhas rimas eram ricas de depressão explicita
Talvez os bons dias acabaram sucumbindo à rotina
Talvez eu não havia cedido a ela a atenção devida
E o silêncio que predominava nos lábios dela, me torturava
Não sabia se tinha feito algo imperdoável
Temendo por talvez está se apagando aquela vela.

Decidi não ficar dependente do celular
Peguei o ônibus e fui até o campinho que costumávamos ficar,
E ela estava lá, segurando algumas folhas de hortelã recém-chegadas
Me sentei ao seu lado, e muito preocupado, acabei ficando calado
Me sentindo no próprio vácuo.

Haviam poucas pessoas perto de nós
Talvez umas três, mas nos sentimos a sós
Era um tanto quanto estranho, mas,
Parecia que de mim ela já não mais gostava
Mas eu estava crendo que nossa relação estava normal
Pensei que estávamos felizes como casal
Mas talvez eu, em algum momento, tenha feito algo mal
E estava me machucando o escutar apenas do vento
Talvez fosse melhor darmos um tempo,
Afinal essa era uma opção valida naquele momento.

Com um fino galho ela desenhou sobre o chão
Não sei o motivo, mas ela me cutucou, me chamando atenção
E, em meio a poeira, ela desenhou dois bonequinhos de palito
De início eu pensei que fosse bobeira,
Mas ela escreveu algo, que estava um pouco complicado para ser entendido
Mas logo em seguida eu consegui compreender, estava escrito exatamente assim
"Tenho medo de não ter mais você perto de mim, me entristece até o fim".

Levemente segurei o queixinho liso dela
Olhei para aqueles olhos castanhos lindos
E simplesmente indaguei para ela
"- De onde você tirou isso?".

O amor realmente é confuso
Mesmo estando ao lado da pessoa,
Não nos sentimos completamente seguros
Nunca houve motivo para insegurança,
E mesmo assim, ela temia a distância.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
172
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.