https://www.poetris.com/
Poemas : 

Refúgio

 
Tags:  refugio  
 
Foi para o mais alto das montanhas.
Ali, sempre esquecia-se do mundo,
Por dentro tantas tolas convicções.
Dormiu dormiu sem querer mais um amanhecer,
Passou horas isolado de tudo.
Queria fazer de todos os dias, noite,
Noites sem estrela, sem luar
Sem conversas, sem aflições,
Aquela então, seria
uma noite em que nem se consegue sonhar.
Quis em todos os seus desejos pôr o fim,
Entregou-se à solidão,
Ao amor, toda resistência.
Fechou os seus olhos, nada mais queria,
Se distanciou num para sempre seu.
Era somente um ser,
Numa fuga obsessiva da existência.
Amanheceu e o esplendoroso céu brilhava!
As janelas da vida estavam abertas,
o pulsar do seu coração não se apagava.
Despertou com o sol, adorou ver as margaridas,
Agradeceu mais um dia que Deus lhe deu,
Como é perfeito o dom da vida.

_ Liduina do Nascimento
Open in new window

Imagem do google
 
Autor
Liduinan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
73
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
0
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.