https://www.poetris.com/
Poemas -> Sociais : 

reforma trabalhista? Era uma vez um trabalho... dor (I) [AjAraujo]

 
Open in new window
até o velho poste
foi desaposentado,
cuidado, doravante
castigo, serás amarrado,
não terás tornozeleira
- coisa pra colarinho branco -
pobre tem de volta,
o moderno chicote
e com alguma sorte,
um tronco, um pau de sebo
carteira de trabalho,
para que, seu moço?
era o teu orgulho,
principal documento
no bolso de trás da calça
hoje é apenas mala sem alça...

AjAraujo, o poeta humanista, refletindo sobre a perda de direitos sociais e trabalhistas representado pela reforma na CLT - leis trabalhistas no Brasil, um dia de luto para os trabalhadores.

Charge: Genildo
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
191
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.