https://www.poetris.com/
Poemas : 

JÁ NÃO SOU

 
Já não sou
um belo e encantado canário,
agora não passo de um cão niilista
e sarnento;

já não sou aquarela
em vários e diversificados quadros
agora não passo de um cinza
monocromático;

já não mais um amante
a qualquer flor ou andorinha adequando,
porque de meus olhos se derramam silentes
rios de dor e de saudade da flor
enterrada;

já não sou o gigante
que outrora confrontava Nietzsche, Sartre,
Shopenhauer e até Einstein, entre
Outros,

Agora nem os vermes
como alguns que têm aparecido
neste deserto aqui, deveriam perder sequer
um segundo de seus tempos,

pois eu escolhi ser nada
no nada e não existir no pensar para não
confrontar a minha própria pequenez, refletida
em seus olhares e em suas
palavras!


Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)


 
Autor
Thor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
173
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jdcc1
Publicado: 15/12/2017 17:08  Atualizado: 15/12/2017 17:08
Colaborador
Usuário desde: 17/10/2017
Localidade:
Mensagens: 702
 Re: JÁ NÃO SOU
"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
(Álvaro de Campos)