https://www.poetris.com/
Poemas : 

POESIA PARA NINGUÉM - II

 
POESIA PARA NINGUÉM - II
 
Poesia que nasce,
desenvolve-se e agoniza na primeira
estrofe, esta é a poesia para
ninguém...

Que não tem nada
de romântica, delicada ou atraente,
esta é a poesia para
ninguém...

Na terceira estrofe
já fica enfastiada, com jeito de que
vai encerrar-se abruptamente,
esta é a poesia para
ninguém...


Fernanda Xerez

 
Autor
fernandaxerez
 
Texto
Data
Leituras
57
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.