https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

O juíz

 
Tags:  paz    humor    risos    ALERGIA  
 
Aquela dupla personalidade
Que ás vezes se perde em sua confusão
Mas dentro deles há um juíz de qualidade
Que julga suas metades ainda que viva ilusão

Antigamente usavam-se cafeteiras
Mas com elas trabalha quem é do século passado
As máquinas de agora são mais porreiras
Cafeteiras essas com prazo de validade ultrapassado

Do alto do tribunal da Rosinha padeira
O juíz lançou mais uma sentença
Dizendo assim da sua maneira
Assim ele é, e com ele não há quem tenha parecença

Juíz só da dupla personalidade
O gajo mais tolo que alguma vez vi
Juíz adulto, 25 anos de qualidade
Gajo mais génio que alguma vez conheci

30 repetições foi a sentença aplicada
O ministério público pedia mais condenação
Enquanto o juíz não ouvia nada
Bate o martelo, acaba a sessão


Em tudo o que há dupla personalidade
Há sempre um juíz de verdade

Judex93

 
Autor
judex93
Autor
 
Texto
Data
Leituras
89
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 11/06/2019 15:04  Atualizado: 17/07/2019 10:41
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 877
 Re: O juiz (às vezes)
claro quando ao pé, da água da fonte..(às vezes)