https://www.poetris.com/
Poemas : 

O tempo e eu

 
Sonhei, um lago imenso onde a chuva caía; e eu chorava, porque chovia.
Ao tempo pertenço, nele me entristeço e choro.
Chovem rios e mares dentro de mim.
Me afogo nas correntes em frenesim e me devolvo ao sol,
brilhando na nostalgia que arranco e transformo em alegria.
Mudo como o tempo e o vento.
Ora sul, ora norte; que se afogue a má sorte.
Porque se chove, eu choro, se brilha o sol, eu sorrio.
Sou parceira do vento, fruto do tempo, amante do sonho, que num lago navega o encantamento;
e acorda, manhã, Maio cinzento; pronto a brilhar.
E pinta de branco a nuvem que passa.
E cobre num manto bordado a cristais, o frio lugar, onde meu olhar transparece, ao encontro da paz -
e chora e brilha num tempo inventado, num sono profundo, ou num sonho acordado.
E é nesse momento, dentro de mim, que se agiganta o mundo.
Num tempo, num sonho, sem fim.


Carpe diem

Open in new window

 
Autor
Violante
Autor
 
Texto
Data
Leituras
76
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 12/05/2020 01:41  Atualizado: 12/05/2020 01:41
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1544
 Re: O tempo e eu
Se brilha o sol eu sorrio.
Belo poema! Bjos


Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 12/05/2020 10:35  Atualizado: 12/05/2020 10:35
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1935
 Re: O tempo e eu
.. este sonho sem fim que se expande conforme as estações! Senti como se tivesse passado pelas estações da alma. Bonito de se ler! Beijinho.
Open in new window