https://www.poetris.com/
Poemas : 

Entre gestos (2)

 
Entre gestos (2)

...depois, ah depois...
Tudo mudou.
A noite desceu em teu olhar.
A lua estremeceu e chorou.
E as estrelas pararam de cintilar,
para brilharem à tua volta
E tu, minha irmã
tu foste morar nesse luminoso lugar...

Te amarei para sempre.




Carpe diem

Open in new window

 
Autor
Violante
Autor
 
Texto
Data
Leituras
80
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.