https://www.poetris.com/
Poemas : 

VETORIAIS

 
Nos mares da ignorância, afoga-se o erudito...

A simplicidade é um vetor de intensidade rara
Que se orienta em direção constante da reta

Em cujos segmentos há uma velocidade única.
Os pontos de equilíbrio sugerem dum módulo
Controverso, as características do cunho escalar

Donde se obtém os cálculos dos planos físicos
Intermediados pelas referências motrizes reais
Que, acopladas à sua representatividade, têm
Em si a capacidade de abstração de teor infinito.

O orgulho é um ponto de vista intuitivo e virótico
Que é capaz de transmitir grandezas osculares
Transportadas por agentes infecciosos em ondas
Elétricas que têm magnitude e densidade curvas
Donde se tem a confecção neurótica da realidade.

DE Ivan de Oliveira Melo

 
Autor
imelo10
Autor
 
Texto
Data
Leituras
50
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.