https://www.poetris.com/
Poemas : 

Indigência

 
Indigência

Ventre rasgado.
Filho engolido.
Arroto explodido num riso sarcástico.

Dentes limados.
Boca enlameada.
Cuspida arrebatada num choro convulsivo.

Dor no peito: saudade
Nó na alma: remorso
Consciência negra: nojo.

Mistura de odores que penetra nas narinas alargadas.
Chorando, espinhos caem das pálpebras.

Tristeza perseguindo a trajetória vazia de ser apenas um inútil, perdido na trilha.

Alexandre Sansone
1982

 
Autor
Sansone
Autor
 
Texto
Data
Leituras
116
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.