https://www.poetris.com/
Poemas : 

Colecionador de despedidas

 
Eu sou marola, você tsunami
Eu sou brisa, você vendaval
Eu sou interior, você é Miami
Eu sou sertanejo, você carnaval

Você é o gelo, e eu chama ardente
Você é cachoeira, e eu sou lagoa
Eu sou cautela, você acidente
Eu sou camponês, você é a coroa

Para você não sei mentir
Desvenda-me apenas com o olhar
Perto o bastante para poder sentir
Não o bastante para poder tocar

Por conta dos teus caprichos
A gente nunca se encontrou
No fim das contas, eu amei você
Mas você nunca me amou

-

Jorge Vogel.

 
Autor
JorgeVogel
 
Texto
Data
Leituras
31
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.