https://www.poetris.com/
Poemas : 

A poesia dispensa os porquês

 
Open in new window

A poesia não tem tempo nem lugar,
Pode ser cantada ao luar,
Na quentura do lar
Ou nas abespinhadas ondas do mar

Poesia não tem tempo nem hora de morrer,
A poesia deixa o tempo correr,
E longe de envelhecer
Nos faz crer

Crer no seu poder,
Que nos invade a alma sem temer,
Sem desfazer
A magia, que só ela sabe fazer

Poesia não tem língua nem fala português,
Mas conquista a alma do freguês,
E dispensa os porquês
Na hora do fica pés

Poesia não tem dono nem tutor,
Está na voz do cantor,
Nas notas soltas do tenor,
E no lúcido pensar dum escritor

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
183
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
0
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.