https://www.poetris.com/
Poemas : 

JUÍZO

 
O homem vive em ziguezague
Aterrando pontos de sua existência,
É a máquina mais perfeita em essência,
Mas às vezes se torna pobre de caráter.

A personalidade parece um almanaque
A tecer curiosidades com sapiência,
No entanto a ambição destrói a decência
E o que se percebe? Uma vida de araque!

A concepção de sobrevivência não é o dolo,
Aquele que se assim se compraz é tolo...
Nada da Terra pertence ao homem!

É empréstimo tudo o que daqui se obtém,
A prestação de contas não esquecerá ninguém
E não importa qual seja o seu nome!


DE Ivan de Oliveira Melo

 
Autor
imelo10
Autor
 
Texto
Data
Leituras
108
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/10/2020 12:50  Atualizado: 26/10/2020 12:50
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16779
 Re: JUÍZO
Ivan
Quanta verdade nesse soneto! Parabéns!
Abraço!
Janna