https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Quando as terras caírem sobre mim

 
Quando as terras caírem sobre mim
Não quero que chorem
E nem lamentem pela minha partida.
O despedir-se é como o amanhecer
E as lembranças
Que aqui hei de deixar
Serão as minhas manhãs a florir.
Não haverá tristeza
Nem mesmo agonia
Pois a beleza da poesia
Estará estampada na minha face.

Declame um poema
Um dos que mais admirei
E sorria.
Um sorriso será a demonstração
De que sempre acreditei no amor
E na alegria
E que, apesar do mundo cruel,
Sempre acreditei na bondade humana.
Cantei em trovas e versos
O amor que existe no ser humano
A bondade,
A compaixão,
E a esperança.

Que saibam que se não fiz o melhor
Pelo menos tentei.
E que sempre acreditei na beleza do amor.

Declame um dos meus poemas
Coloque-o na lápide
E escreva-o em letras de mármore
No seu coração.
E viva a vida com ideais
Pois a minha sempre foi assim.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
55
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Mr.Sergius
Publicado: 04/05/2021 02:42  Atualizado: 04/05/2021 02:42
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade:
Mensagens: 777
 Re: Quando as terras caírem sobre mim
Em uma só palavra: emocionante! Saudações.