https://www.poetris.com/
Textos -> Outros : 

Ampulheta

 
Nada é mais ensurdecedor que o silêncio, quando a boca se enche de palavras é porque a cabeça está vazia, mas quando as palavras calarem e seu olhar se estagnar sem brilho e sem foco a lugar algum, quando não for possível notar as circunstâncias nem as mazelas, quando a cabeça pesar ao ponto de prostração, a boca travar o amargor de um jejum de palavras, a cabeça estará barulhenta, tal qual a um turbilhão, pensamentos atropelados, o que não vaza pela boca descompassada, aflige imediatamente o coração, existe o momento certo de falar, como também o de calar.
Ao empulhar a si, e te enganar, como faz seus sentimentos, lembre-se das pessoas que te amam, que te ouvirão sem titubear, sem preconceitos ou afirmações baratas. As ampulhetas nos ensinam que o tempo tem dois lados, é preciso respeita-los.


Saiba que fui, sou e serei... mais que um maltrapilho, menos que um rei, causando repulsa, honra ao mérito talvez, queimando palavras, expelindo as batalhas, mudando de rumo, buscando outras estradas, uma tal, que me leve ao longe, se perder na linha d...

 
Autor
kahpoeta
Autor
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.