https://www.poetris.com/
Poemas : 

A infertilidade da cultura

 
 

A semente de aço

Nada estraga



Semeia-se à distância

E cresce que nem uma bala



A semente arrebenta

No local indicado


Guiada com uma perícia

Que só atinge o menos felizardo

Ou o tal culpado





E o mundo fica estático

Observando a sementeira justificada

De dois povos martirizados




A hipocrisia dos sementeiros

É escassa

E a equação do problema está errada

Uma morte judaica

Não vale 300 mortes na faixa de Gaza

Por mais aterradora que seja



Meu Deus


A natureza deveria ser a única cangalheira da vida

Não o homem, com os seus brinquedos suicidas





 
Autor
apurnata
Autor
 
Texto
Data
Leituras
99
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
apurnata
Publicado: 23/10/2023 00:16  Atualizado: 23/10/2023 00:16
Membro de honra
Usuário desde: 23/09/2023
Localidade:
Mensagens: 6
 Re: A infertilidade da cultura

Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 23/10/2023 09:01  Atualizado: 23/10/2023 09:01
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1172
 Re: A infertilidade da cultura
Olho por olho
semente se aço por...
é claro que nenhuma vida humana pode ser quantificável.
o valor da vida humana é infinito.
Um judeu ou um palestino valem o mesmo que qualquer um de nós. ninguém tem o direito de sacrificar o outro. Parabéns.
Paulo

Enviado por Tópico
GabrielaMaria
Publicado: 23/10/2023 10:29  Atualizado: 23/10/2023 10:29
Membro de honra
Usuário desde: 04/09/2022
Localidade:
Mensagens: 911
 Re: A infertilidade da cultura
.

Discutir razões é impossível.

É muito estranho, antes eu os via livres, agora os vejo presos por suas tradições o mundo aponta para eles como uma aposta de quem vai ganhar, um tem tecnologia e o outro muitas almas.