https://www.poetris.com/
Poemas : 

Uma carta de resiliência

 

Sempre que a vida tremer diante do inóspito,
haverá uma predisposição para continuar,
relembrando os passos firmes da determinação, e se acaso o caminho árido for rochoso, persiste ainda assim, voltarão à lembrança as experiências vividas e cada passo será guiado pelo farol da aceitação.

Quando por infortúnio a rota permanecer inalterável, será tempo de continuar a jornada, de levantar a âncora da coragem e deixar o entendimento sair em alto mar, até que por fim, possas tocar com a emoção rejubilante a paz pintada nas paredes de todas as casas.

E quando abrires ao mundo a carta da resiliência que trazes por dentro, não haverá ninguém por perto, nada sobrará senão a paz que excede todo o entendimento.

Então saberás que estás a ser forjado,
que é preciso ser provado para se ser aprovado e sentirás o doce murmúrio tocar a face inalterável da vida Segue ligeira pelas ruas da cidade e sente as pedras das calçadas, nos passos firmes de quem passa, não te detenhas nas impossibilidades, faz-te mar, faz-te vontade e deixa o sol da vida tatuar na tua pele, a luz que te seduz.

Alice Vaz de Barros



Alice Vaz De Barros

 
Autor
AliceVazDeBarros
 
Texto
Data
Leituras
93
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 05/12/2023 12:46  Atualizado: 05/12/2023 12:52
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1860
 Re: Uma carta de resiliência
Quando a resiliência abre seus laços
Salpicando a vida com colorações
Abrindo o calor de seus abraços
Para dar luz e vida, aos corações!

Só a poesia é capaz de fazer tatuar palavras como esta carta de resiliência!