Poemas : 

PortugAzia

 
a léria floreada trepadeira
ergue.se tanto e tão pouco
seus tímpanos não captam
a mais ínfima porção do âmago
é azeda

tão meticulosa, tão perfeita
deixa rasto regurgitante pelo caminho

achaque

das pedras neutras nascem " águas castelo" engarrafadas
com "brandymel" e dois cubos de gelo
receita a neutralizar a bomba de prótons

antiácido, remédio santo e mais um shot de água benta
" bendito sois entre os aprendizes poetas
multiplicai vosso saber e aprendei"

enquanto os anjos fazem sexo
orgias em verso
constroi.se um trono

deixa a poesia sentar.se


" An ye harm none, do what ye will "

 
Autor
HorrorisCausa
 
Texto
Data
Leituras
334
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
41 pontos
13
6
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/01/2024 03:55  Atualizado: 11/01/2024 03:55
 Re: PortugAzia
.
.
.
Aplaudindo de pé e entre lágrimas! Muito obrigado! Abraços.

Comovidamente,
Nelson


Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 11/01/2024 13:09  Atualizado: 11/01/2024 13:09
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1176
 Re: PortugAzia /Horroris
Olá Mª João,
Parabéns pelo poema!
Tem um sarcasmo agridoce de sou bastante apreciador e sobretudo está muito bem escrito, com muita graça.

Nota: a burguesia aqui no Algarve bebe às vezes "melosa"; produto local que contém aguardente (medronho) e ml da serra, não costuma provocar azia mas pode dar uma carraspana valente.
Paulo



Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 12/01/2024 17:13  Atualizado: 12/01/2024 17:13
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1905
 Re: PortugAzia
Olá, HC

Quando ingerida ao pequeno-almoço
Até o que é mordaz pode ser digerido
Poderá até deixar tudo em alvoroço
Mas sua mensagem fica no ouvido...

Com tal fórmula, a bomba de prótons seria desativada num abrir e fechar de olhos. Com a continuação a azia e as úlceras que se cuidem... A não ser que, as orgias do sexo dos anjos operasse tal milagre...neste contexto, a poesia sente efetivamente o seu pulsar! Passar por aqui é sempre um (de) assombro!


Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 13/01/2024 13:47  Atualizado: 13/01/2024 13:51
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1916
 Re: PortugAzia
.
.
.
Ó eu aqui Maria!

"receita a neutralizar a bomba de prótons antiácido, remédio santo e mais um shot de água benta"
dizem que samba&poesia acompanhados de uma boa cachaça, são capazes também de aplacar as azias da vida! rs
Pra mim dá certo! rs
Eu e essa mania de responder com samba! rs

Carinhoso abraço caRIOca!



Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 24/01/2024 17:51  Atualizado: 24/01/2024 17:51
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3100
 Re: PortugAzia p/ HorrorisCausa
E como eu gosto de brandymel, mas não on the rocks, simples.

Comoveste-me as palavras por as quereres sentadas.


Enviado por Tópico
Aline Lima
Publicado: 25/01/2024 16:43  Atualizado: 25/01/2024 16:43
Usuário desde: 02/04/2012
Localidade: Brasília- Brasil
Mensagens: 597
 Re: PortugAzia para HC
Querida amiga HorrorisCausa,
Sua habilidade em capturar a dualidade entre a beleza meticulosa e a acidez poética é verdadeiramente envolvente. O título sugestivo do poema, remete a uma experiência intensa e reflexiva.
A escolha das palavras, como 'brandymel' e 'águas castelo', contribui para a riqueza do texto, despertando sensações vívidas e contrastantes.
A imagem dos anjos envolvidos em orgias em verso é poética e provocativa.
Adorei ler você, como sempre.
Beijos.
Aline.