Crónicas : 

DESCOBRINDO O SAMBA

 
Macaé/RJ – Maio de 2002

Descobri o samba, sem querer e sem planejar... Tudo começou de repente... Veio o festival. Apareceu um CD. Encantei-me com o "O Feitiço da Vila" de Noel Rosa e Vadico. Montei um grupo com
formação de chôro, mas para tocar samba.

Tocamos com traje caracterizado. Achei que ficaria melhor com um casal dançando samba. Ficou ótimo. Dormi aquela noite sentindo-me realizado em mais um sonho.
Depois disso desandei a ouvir o samba. Apareceu o Fundo de Quintal. Baixei MP3 sem pretensões e sei lá o porquê. Baixei outro MP3 e outro e outro. Apoderei-me do cavaquinho. Toquei, toquei e toquei. Depois tive de entregá-lo ao Glauber, meu
primogênito. Comprei outro.

Sei lá, mas passei a amar o samba. Imaginando os primeiros sambistas do morro. Sem cultura e pretensões. Simplesmente cantando e dançando os pagodes e partidos altos. O samba falando do cotidiano deles.

O ritmo expressando a alegria, enfim, o samba.
Pesquisei vorazmente pela web tudo sobre o samba. Hoje o samba faz parte da minha vida. Tive de quebrar barreiras culturais em minha formação musical.

Uma coisa ainda não consegui vencer, é o ritmo difícil acelerado tocado no cavaquinho.


Gideon Marinho Gonçalves

 
Autor
Gideon
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1106
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 12/09/2008 12:17  Atualizado: 12/09/2008 12:17
Membro de honra
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11092
 Re: DESCOBRINDO O SAMBA
Gideon,
quebom que voltaste, com samba e tudo.
Bjs
Nanda