https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

PENETRAÇÃO

 
Tags:  sangue    PENETRAÇÃO  
 
Depois do tempo que eu te dou guarida
Tu vieste a ser a mais bela do meu harém.
Tu és a mais desejada, a mais querida
Mas como as outras, tu passarás também.

Agarrei-te com as minhas duas mãos.
Tu te debateste, não aceitavas.
Eu não perdi a esperança, isso não
Eu segurei o teu corpo, minha escrava.

Terei remorsos, certo, mas eu te quero comer.
Verei todo o sangue que tu perderás.
Tenho desejos de ti, podes crer
Depois da penetração, nada sentirás.

Consegui entre minhas pernas te prender.
Não desisti de fazer com que fosses minha.
Preparei a minha ferramenta do dever
E penetrei a faca no pescoço da galinha.

A. da fonseca



SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
1252
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
26 pontos
26
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 18/10/2008 21:03  Atualizado: 18/10/2008 21:03
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: PENETRAÇÃO
Falta acrescentar que o arroz de cabidela ficou delicioso, como se nota pelo poema. Parabéns. Abraço.


Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 18/10/2008 21:09  Atualizado: 18/10/2008 21:09
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: PENETRAÇÃO
Multíssimo bacana Alberto!
Parabéns
Abraço
Edilson


Enviado por Tópico
FatinhaMussato
Publicado: 18/10/2008 21:11  Atualizado: 18/10/2008 21:11
Colaborador
Usuário desde: 17/11/2007
Localidade: Jales (SP / BR)
Mensagens: 2106
 Re: PENETRAÇÃO p/ Alberto da fonseca
Muito bom o teu poema, Alberto!
Foi realmente muito surpreendente o desfecho da tua estória!
Só mesmo uma mente criativa como a tua para criar uma estória tão engraçada!

Beijinhos de Luz,

Fatinha.


Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 18/10/2008 21:29  Atualizado: 18/10/2008 21:29
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: PENETRAÇÃO
Adorei a poesia!Muito criativo, como sempre.


Enviado por Tópico
Pritcila
Publicado: 18/10/2008 21:38  Atualizado: 18/10/2008 21:38
Muito Participativo
Usuário desde: 13/05/2008
Localidade: Salvador
Mensagens: 76
 Re: PENETRAÇÃO
Ahh coitadinha da galinha...
kkkkkkkkkkkk
Fiz bem em matar a curiosidade do seu poema..
estas de parabéns
beijos

prit


Enviado por Tópico
fogomaduro
Publicado: 18/10/2008 21:53  Atualizado: 18/10/2008 21:53
Colaborador
Usuário desde: 06/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1478
 Re: PENETRAÇÃO
Se depois desse esforço todo, houver um bom arroz de cabidela, faço-me convidado.

Belo poema.

Um abraço,

DM


Enviado por Tópico
elisabeteluisfialho
Publicado: 18/10/2008 22:23  Atualizado: 18/10/2008 22:23
Da casa!
Usuário desde: 01/07/2008
Localidade: Alcobaça
Mensagens: 464
 Re: PENETRAÇÃO
Eu já sabia, assim que vi o titulo pensei:
- Hummmm mais uma brincadeira
E agora pergunto :
- E o pitéu estava bom???
Tudo a correr bem
Abraço repulhodo


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 18/10/2008 23:11  Atualizado: 18/10/2008 23:11
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11172
 Re: PENETRAÇÃO
Alberto,
E eu que já vi tanto galo e galinha sem cabeça.
Pobres bichinhos.
Está o máximo
Beijinho
Nanda


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 18/10/2008 23:36  Atualizado: 18/10/2008 23:36
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: PENETRAÇÃO
Senpre com um humor lindissimo...muito bom o resultado(do poema, a galinha já não diz o mesmo)
sabe não pensei que se tratasse da galinha!!!!rssss

Beijos


Enviado por Tópico
mim
Publicado: 19/10/2008 00:45  Atualizado: 19/10/2008 00:45
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: PENETRAÇÃO
Alberto
Devido ao meu tio penetrar a faca no pescoço da galinha, ela fugiu sem cabeça foi um tropeçar e correr, que eu nunca pensei ver.
Se houver panela faz-se uma canja com ela, com as suas belas letrinhas a massinha leva ela.
(a canja)
Beijinho


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 19/10/2008 00:53  Atualizado: 19/10/2008 00:53
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: PENETRAÇÃO
E a seguir vem o arroz de cabidela, galinha de fricassé ou simplesmente assada no forno?

Eis como um desfecho improvável de um poema acontece...

Muito bom.
Um abraço


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 19/10/2008 03:02  Atualizado: 19/10/2008 03:03
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4527
 Re: PENETRAÇÃO
Você é um expectaculo amigo, está de gritos este seu poema


Tudo de bom para ti poeta


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/10/2008 03:49  Atualizado: 19/10/2008 03:49
 Re: PENETRAÇÃO
Alberto,
você não existe.

Abraços

Ulysses