https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

As mil e uma noites

 
Calmamente, vou á rua, páro e inspiro... inspiro o cheiro da terra, humedecida pelo orvalho da madrugada.
Calmamente, vou á rua, páro e ouço... ouço os sons da natureza, que cortam o silêncio da madrugada.
De madrugada, quando vou á rua, sinto a calma, a paz e a leveza, de uma natureza, que apesar da hora, permanece acordada.

 
Autor
SonBar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
456
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.