Poemas -> Surrealistas : 

VIAGEM INSÓLITA

 
Open in new window

Viagem insólita



Suguei o verde das matas

Do céu o vazio azul anilado

Das espumas das cascatas

O frescor alvo açucarado.



Percorri os caminhos da serra

E as praias do agradável litoral

Guardei os encantos da terra

Do alvorecer a aurora boreal.



Lancei-me rumo às estrelas

No infinito do infinito universo

Que encantamento ao vê-las

Brilhando assim tão de perto.



Irradiante expedição surreal

Visão de raras belezas e cores

Jamais, jamais verei nada igual

Conjunto de mágicos primores.
 
Autor
MaurélioMachado
 
Texto
Data
Leituras
699
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.