https://www.poetris.com/
 
Duetos : 

*O QUE NADA CUSTA*

 
<p align="center"><img src="http://oolhoquetudove.zip.net/images/abraco6.jpg">

<font color="#006600">*O Que Nada Custa*

A luz que se recolhe sonolenta
O equilíbrio do tempo pernoitando
A alvorada silenciosa sem tormenta
O som que sai do eco solfejando

O bando de andorinha revoando
O despertar do sono num sorriso
Que sonha na penumbra professando
Se ainda existe Céu ou paraíso

O abraço que oferta outro abraço
A lágrima derramada da saudade
O ombro que abriga o antebraço

Nada custa o valor do teu sorriso
As palavras q/em deleite e amizade
Leio-te no teu verso tão conciso

Sonia Nogueira *sogueira*</font>

<font color="#933300">Exposto ao caracol dos sentimentos
Que molda a nossa vida num segundo,
Vagando em carrossel, sou vagabundo
E bebo sem pudor, céus e tormentos.

Olhares que nem sempre estão atentos,
No quase vou conciso e me aprofundo,
Meu verso se mostrando tão imundo
Aguarda a calmaria pós os ventos...

E o gesto desumano da saudade
Que toma este cenário e tudo invade
Rompendo os tais tratados da amizade.

A vida se propõe com qualidade,
E tento ter, quem sabe, a liberdade
De poder ter enfim, tranqüilidade...

Marcos Loures<center></font>


Livros Publicados:
- Por Justa Causa - contos
- Nas Entrelinhas (200 sonetos)
- A Pequena May - juvenil
-Datas Comemorativas em Poesias
-Eu Poesia, Contos e Crônicas
-No Reino de Sininho, infantil
- A Janela Azul
- Contação de História Infantil...

 
Autor
SoniaNogueira
 
Texto
Data
Leituras
789
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/01/2009 21:46  Atualizado: 13/01/2009 21:46
 Re: *O QUE NADA CUSTA*
Sônia,
Um espetáculo de dueto.Tu e Loures fizeram composições cheias de ritmo e musicalidade.Aliás, ele é um mestre sonetista.Parabéns por mais esse expressivo trabalho!
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 13/01/2009 23:53  Atualizado: 13/01/2009 23:53
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14977
 Re: *O QUE NADA CUSTA*
Queridos poetas

Quando escrevem fazem um show à parte

Belíssimos...Parabéns a ambos

Beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/01/2009 10:12  Atualizado: 14/01/2009 10:12
 Re: *O QUE NADA CUSTA*
Bom dia hoje deixo um comentário diferente, talvez porque hoje é um dia especial...

Saudades...

Fernando Pessoa
"Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar quem sabe...

Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens... Aí os dias vão passar, meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro.

Vamos nos perder no tempo... Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão?
Quem são aquelas pessoas? Diremos... Que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto.. . nos reuniremos para um ultimo adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos.

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado.

E nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades seja a causa de grandes tempestades. ..

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"


Beijo
ConceiçãoB