https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Namibe

 
Tags:  Namibe  
 
Open in new window








Cremilde
2009








"Ai Hué"
Quem me dera
sentir a fragrância das tuas praias
e o aroma do teu capim...
Banhar-me nas tuas águas,
filtrar a alma nas tuas areias...!
Quem me dera
ouvir o eco das tuas falésias,
pavonear-me nas tuas ruas,
dançar ao som do teu batuque...
Mover as dunas do teu deserto,
decifrar a mística dos teus oásis,
devorar o tempo das lágrimas
e ter presente o calor dos amigos!
Ai quem me dera
desfolhar o meu templo
nos teus jardins...
Afogando o fantasma da saudade!
Namibe!
Simbiose de magia,
que me possuis com o teu feitiço...
em longas noites
te abraço em sonhos,
perene e mansa
na turbulência das lembranças!
Comigo ficas eternamente...
Terra minha!!!

Cremilde
2009

 
Autor
cremilde
Autor
 
Texto
Data
Leituras
976
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 14/09/2009 18:45  Atualizado: 14/09/2009 18:48
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Namibe
Cremilde, acabei de me emocionar ao ler o teu poema.
Não sabia que eras Angolana.
Ai... Hué... como me emocionaste!
Como...
Permites que te deixe um poema meu, que te dedico?
a ti e a todos aqueles que trazem África no sangue e na alma.
Bjs

Se algum dia voltar...

Minhas lágrimas irão ser chuva
Nascerá mais belo o teu luar
Cantarei para ti, minha rumba.

Minhas mãos tocarão tuas batucadas
Do pensamento, nascerá um imbondeiro
Transformarei em magia, as madrugadas
Serei saudade, regando um mamoeiro.

Se algum dia voltar…

Cegarei meu olhar com Benguela
Minha alegria rubra, será acácia
Desaguarei meu pranto, no rio Catumbela
Correrei nas pernas de uma pacaça.

Serei coqueiro na vontade de te ver
Pitangueira, sisal goiabeira e algodão
Teu nome deixarei de escrever
Com lágrimas e saudade no coração.

Ah… se algum dia voltar…
Voltar
Deixará minha alma de padecer e chorar.

(VÓNY FERREIRA)

Enviado por Tópico
OlemaCorreia
Publicado: 14/09/2009 21:08  Atualizado: 14/09/2009 21:08
Da casa!
Usuário desde: 14/03/2009
Localidade:
Mensagens: 278
 Re: Namibe
Cremilde
O seu poema, tal como à Vony, emocionou-me por mexer com a alma africana que vibra ainda e sempre há-de vibrar na minha pessoa. Vivi em Luanda muitos anos, fiquei impregnada dos cheiros e poentes, da terra e suas gentes. Defacto uma parte de mim ficou em África a falar-me de um mundo diferente e a que me liga o fantasma da saudade de que inspiradamente fala.Neste comentário exalto o belíssimo poema da Vony que considero que também me é dedicado por me sentir incluída na franja humana daqueles que conheceram e amaram essa inesquecível Terra.
Para as duas o meu abraço muito fraterno.
Olema

Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 14/09/2009 21:21  Atualizado: 14/09/2009 21:21
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 670
 Re: Namibe
Permita-me que faça um breve comentário, não como pessoa que nasceu e tão pouco viveu em África mas que, não obstante, pode dizer que chega a emocionar-se com os sentimentos que transparecem daqueles com quem na vida me cruzo, que nasceram ou viveram na Terra Africana.Tanto o seu poema como o da nossa Vony Ferreira são dois verdadeiros monumentos escritos belas homenagens à Terra Angolana.
Aceitem pois esta homenagem simples de um intruso a quem chegam as fragrâncias desse Continente que terá de ser ímpar.
O meu abraço
Antonius

Enviado por Tópico
joseluislopes
Publicado: 15/09/2009 13:19  Atualizado: 15/09/2009 13:19
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3351
 Re: Namibe
Olá Vizinha!

Eu vivi dois anos em Luanda, parece pouco tempo, acredito que seja para quem por lá passou a meninice,mas podem crer que é tempo suficiente para perceber o vosso sentir.

África tem uma magia especial, sempre ouvi comentários a respeito desta terra incompreensíveis para Europeus tristes e enfadonhos. África é uma terra fantástica, saiba aquela gente dar-lhe a dignidade que lhe falta.

Gostei do teu poema e mais desse coração que o sentiu.

Um beijo

JLL

Enviado por Tópico
animarolim
Publicado: 19/09/2009 21:19  Atualizado: 19/09/2009 21:19
Colaborador
Usuário desde: 23/05/2009
Localidade: Braga
Mensagens: 856
 Re: Namibe
Olá Cremilde

Também eu nasci lá, em Nova Lisboa,
Bonito o teu poema, PARABÉNS.

Vida, mundo, imensidão de saudade,
Terra amada que nos viu nascer
Não contaremos tempo nem idade
Mas recordàla-emos até morrer.

É inesquecivel a nossa vivência em África

Um terno abraço e um beijinho @migo

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 03/10/2009 11:34  Atualizado: 03/10/2009 11:34
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8368
 Re: Namibe
Poema maravilhoso do sentir da tua terra. Gostei dela como se fosse minha também. É realmente um ambiente envolvente. Bjs Cremilde

Enviado por Tópico
mariamateus
Publicado: 13/10/2009 11:03  Atualizado: 13/10/2009 11:03
Da casa!
Usuário desde: 16/04/2009
Localidade: Vila Nova de Gaia..Porto
Mensagens: 452
 Re: Namibe
CREMILDE

ESTE POEMA DIZ-ME MUITO!!

TENHO UM QUASE IGUAL O MESMO TITULO, MAS NÃO FOI PLAGIO!!!
AMEI!!

ABRAÇO LUZ


"Ai Hué"
Quem me dera
sentir a fragrância das tuas praias
e o aroma do teu capim...
Banhar-me nas tuas águas,
filtrar a alma nas tuas areias...!
Quem me dera
ouvir o eco das tuas falésias,
pavonear-me nas tuas ruas,
dançar ao som do teu batuque...
Mover as dunas do teu deserto,
decifrar a mística dos teus oásis,
devorar o tempo das lágrimas
e ter presente o calor dos amigos!
Ai quem me dera
desfolhar o meu templo
nos teus jardins...
Afogando o fantasma da saudade!
Namibe!
Simbiose de magia,
que me possuis com o teu feitiço...
em longas noites
te abraço em sonhos,
perene e mansa
na turbulência das lembranças!
Comigo ficas eternamente...
Terra minha!!!

APLAUSOO