https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Poemas vazios

 
Tags:  poemas    lugar    ler    começar    altruismo    vazios      
 
Meus poemas são vazios
Não têm cor, ou essência.
São gotas, e mesmo rios
De um mar em evidência.

Sem mensagem nem pensamento
Têm apenas um objectivo:
Querem criar um sentimento,
Torná-lo em algo altivo.

Não têm nada para decifrar.
Apenas querem existir!
Só desejam poder deixar
Alguém triste a sorrir.

São simples, sem ocultismos
Dizem apenas o que querem
Dão lugar a altruísmos
Altruísmos que, por vezes, ferem

Não são dedicados à cabeça
E carregam consigo um senão:
Se a lê-los alguém começa
Tem que ler com o coração.

Mas se quem lê não o usar,
Nem vale a pena começar…

 
Autor
MarioC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
965
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/10/2009 11:07  Atualizado: 05/10/2009 11:07
 Re: Poemas vazios
Mario,
Sempre procuro ler com o coração,uma,duas,ou mais vezes se preciso for para achar a essencia do perfume...

Seu poema não é vazio
Traz a beleza das flores
O perfume que delas emanas
Numa primavera no meu país

Simples não são,é vero
Traz a beleza do sol
Nesta linda manhã
Irradiando uma luz!

Parabens!
Beijos
Rosa

Enviado por Tópico
AjAraujo
Publicado: 05/10/2009 11:20  Atualizado: 05/10/2009 11:20
Colaborador
Usuário desde: 20/09/2009
Localidade:
Mensagens: 2057
 Re: Poemas vazios
Um singelo manifesto da poesia, que a quem lê, a interpreta ou nela se vê ou se inspira, evoca sensações as mais diversas, como um quadro de Monet, Vang Gogh, Portinari, Picasso ou Dali.
Gostei muito de seu estilo e mensagem.
Adoraria que comentasse alguns de meus escritos: Sentidos Humanos, Dialética, Se eu me tornasse poeta entre outros. Boa semana para ti.