https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Silenciosa 2

 
Silenciosa 2



Que destino ou Deus suposto
Fizesse tamanha injustiça
E gracejo de tão mau gosto

Numa pele lisa e olhos acastanhados
Em cabelos negros e suaves lábios
Uma só formosura de mulher...

Tão bela e jeitosa, fosse esculpida
Com marfim no sorriso e safira nos olhos
Fosse um perfeito soneto de palavras contadas...

Mas que destino ou Deus suposto
Tendo feito tão belo rosto e tão belo ser
Colocasse a alma da mais perversa mulher

E ao vê-la assim calada
Tendo-a como namorada
Fiz de minha vida alçada para um fim que ninguém quer.

 
Autor
Notlimer
Autor
 
Texto
Data
Leituras
433
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 28/11/2009 22:13  Atualizado: 28/11/2009 22:13
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3535
 Re: Silenciosa 2
Sério??

Mas olha que isso encontramos nos dois sexos, pessoas perversas, dissimuladas, pestes mesmo... há de tudo como na farmácia.

Escreveste em verso o que te vai na alma de uma forma bem estruturada, parabéns.

beijinho




Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 28/11/2009 22:16  Atualizado: 28/11/2009 22:16
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Silenciosa 2
E assim se vai morrendo aos poucos...belo poema. bj


Enviado por Tópico
anatomia
Publicado: 19/06/2010 01:22  Atualizado: 19/06/2010 01:22
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2009
Localidade: Região Centro
Mensagens: 206
 Re: Silenciosa 2
è, a mulher é um animal bem complicado. As próprias o admitem!
Mas como em todas as raças...

Gostei muito do e«teu poema, mesmo!
Bj