https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

JUVENTUDE DE FAIANÇA

 
Tags:  crianças    misÉria    .VIDA  
 

Criança deixada na rua
É criança não desejada.
É como se fosse falua
Em mar-alto abandonada.

Há as que nascem sobre a palha
Outras que nascem no chão.
A vida será uma batalha
E ninguém lhes dá a mão.

Há os que têm o Evereste
Outros a serra da Estrela,
Muitos o deserto agréste
É juventude sem janela.

Lembram-se de ti criança
Uma só vez pora ano.
És juventude de faiança
Num mundo tão desumano.

A. da fonseca



SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
511
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
T.Nascimento
Publicado: 04/12/2009 19:55  Atualizado: 04/12/2009 19:55
Super Participativo
Usuário desde: 02/12/2009
Localidade: Portugal
Mensagens: 158
 Re: JUVENTUDE DE FAIANÇA
muito bom....