https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 »
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Classes
Classes De todos os problemas que há no mundo Coloco agora, talvez o maior sobre a mesa Que me ...
Enviado por João Marino Delize
em 26/04/2018 20:43:03
Textos deste autor
Offline
Maryjun
...O vento levou...
Brancos. Amarelos. Pardos pretos... Todos vivendo no submundo chamado (Mi) séria. Na vastidão da ...
Enviado por Maryjun
em 04/04/2017 21:34:00
Textos deste autor
Offline
Dr.Azágua
A Cidade Necrópole
A Cidade Necrópole By Dr. Azágua Uma autêntica favela Pintada de lama aguarela. Cozinha sem pa...
Enviado por Dr.Azágua
em 10/01/2017 19:41:39
Textos deste autor
Offline
SEMEANO
MISÉRIA HUMANA
Centro de Lisboa pleno Verão de Agosto, Faz se praia no Terreiro do Paço, Bebe se a brisa ribeiri...
Enviado por SEMEANO
em 13/11/2016 13:18:18
Textos deste autor
Offline
MariaSousa
Despe-me a alma
Despe-me a alma Da roupa gasta Cansada da injustiça Que vejo lá fora. Já está na hora De perd...
Enviado por MariaSousa
em 03/05/2016 17:00:09
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
VIVER NO NADA
VIVER NO NADA Quando passo nas ruas da cidade Vejo essas crianças perdidas Muito longe da felici...
Enviado por Alberto da fonseca
em 01/04/2014 22:12:47
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Ele lá, o Lula
Ele lá, o Lula Venho de uma terra hostil que dá pena Onde os coronéis deram sempre as cartas...
Enviado por João Marino Delize
em 04/01/2014 17:22:59
Textos deste autor
Offline
Betha Mendonça
Matéria e Miséria
Foto de Shibina Nadegda Matéria e Miséria by Betha Mendonça Há miséria nos olhares Em calare...
Enviado por Betha Mendonça
em 13/10/2013 04:19:31
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Geadas e miséria
Geadas e miséria Nestes dias de geadas e tão frios Começo a recordar dos percalços Quando as ...
Enviado por João Marino Delize
em 26/07/2013 19:57:37
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
QUANDO A MISÉRIA ESTÁ PRESENTE
Que a festa comece e a miséria se divirta Uma mesa feita de pano estendido chão Quase cheia de na...
Enviado por Alberto da fonseca
em 15/02/2013 10:35:52
Textos deste autor
Offline
AntonioZau
O futuro d’amanhã
Às crianças Africanas. As crianças comem sopa de cavalos cansados Ao baterem ...
Enviado por AntonioZau
em 23/12/2012 20:19:09
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Quem paga essa conta?
Quem paga essa conta? Não pense que você não paga a guerra Que traz ao mundo tão grande desgra...
Enviado por João Marino Delize
em 27/12/2011 16:29:24
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
ESTAS CRIANÇAS SÓ PEDEM AMOR
Era terça feira. A neve caía E nessa rua fria Eu caminhei. Num passeio deitados Cobertos com cart...
Enviado por Alberto da fonseca
em 13/10/2011 21:56:24
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
VOU PERGUNTAR A DEUS
Escrevi este texto que é um grito de revolta por todos esses crimes cometidos sobre crianças inde...
Enviado por Alberto da fonseca
em 11/08/2011 20:33:21
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
CRIANÇAS QUE VIVEM NO NADA (DIA MUNDIAL DA CRIANÇA)
Quando passo nas ruas da cidade Vejo essas crianças perdidas Muito longe da felicidade E muito ma...
Enviado por Alberto da fonseca
em 01/06/2011 18:02:29
Textos deste autor
Offline
AnnaCarvalho
África, um continente esquecido
Peço encarecidamente aos colegas que "percam" alguns minutos com essa verdade.............
Enviado por AnnaCarvalho
em 06/05/2011 14:15:14
Textos deste autor
Offline
junioromni
O VAZIO DA ALMA
“…Que esta reflexão possa contribuir de forma positiva para o seu crescimento espiritual…” *****...
Enviado por junioromni
em 19/02/2011 15:13:29
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
REPAREM NAQUELE GAROTO
Porquê, mas porquê, eu me sinto incomodado Pela miséria, fome, sede, sem abrigo, sem Sol Que poss...
Enviado por Alberto da fonseca
em 12/02/2011 00:13:15
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
A DITADURA E O POVO
Ontem, escrevi uma espécie de poema em que denunciava o proveito tirado pelos abutres devido à cr...
Enviado por Alberto da fonseca
em 11/02/2011 20:01:21
Textos deste autor
Offline
Alberto da fonseca
SOU LIXO QUE NINGUÉM VÊ
Andei perdido Em vielas sem saída Andei esquecido do que era a vida. Sem Norte sem Sul Sem Estrel...
Enviado por Alberto da fonseca
em 04/02/2011 18:09:23
(1) 2 3 4 »