https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

NA MADRUGADA

 
O sonho tripartido por sabor de licor
Da última ceia degustada
É a sombra da boca amarga
É a seda que estampa o temor!
A poesia vez ou outra é madrugada
Secreta, lúcida e desmensurada
É o rito sumário do amor!
A poesia veste-se de carmim
E beija a boca da madrugada
Com os olhos diretos e as mãos sedadas
A poesia esquarteja o clamor
E faz luares ficarem mais brilhantes
Como o ventre aberto delirante
A poesia faz loucuras tantas
Que quando o dia clareia - ela já cansada
Se espreguiça com emoções aliviadas
E dorme o sono das santas!



Ledalge


"Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende." (Guimarães Rosa)

 
Autor
Ledalge
Autor
 
Texto
Data
Leituras
799
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
5
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 14/12/2009 18:48  Atualizado: 14/12/2009 18:48
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
 Re: NA MADRUGADA
...e das profanas....rs..."A poesia veste-se de carmim /E beija a boca da madrugada"...lindo! Bjo daqui.

Enviado por Tópico
Carlos Ricardo
Publicado: 14/12/2009 19:04  Atualizado: 14/12/2009 19:04
Colaborador
Usuário desde: 28/12/2007
Localidade: Penafiel
Mensagens: 1929
 Re: NA MADRUGADA
Núria,

Neste belo e pensante poema encontro inspiração para crer, como creio, que, santas ou pecadoras, as mulheres são puras, pelo menos, até ao dia do Juízo final.
Abraço

Enviado por Tópico
anonimuzz
Publicado: 14/12/2009 19:12  Atualizado: 14/12/2009 19:12
Muito Participativo
Usuário desde: 29/10/2009
Localidade:
Mensagens: 93
 Re: NA MADRUGADA
Parabéns pelo poema, que tem uma leitura agradável =) Destaco esta parte:
"A poesia vez ou outra é madrugada
Secreta, lúcida e desmensurada
É o rito sumário do amor!"

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 14/12/2009 19:32  Atualizado: 14/12/2009 19:32
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: NA MADRUGADA
A poesia, com tanto labor,
fica a descansar nos braços do Amor.

Oportunidade para te enviar um abraçooo com votos de *Festas Felizes*
(Por aqui temperaturas em volta do zero... brrr)

Abílio

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/12/2009 18:12  Atualizado: 22/12/2009 18:12
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11165
 Re: NA MADRUGADA
Núria,
Beleza sempre o que a tua poesia nos oferece.
Beijinhos e um Santo Natal
Nanda
Open in new window