https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Liberdade

 
Preciso libertar meu pobre coração.
Ele que a pouco se sentiu livre, de seu confinamento de solidão. Faltou pouco para que fosse liberto.
Faltou a coragem, faltou sinceridade, faltou fé, e o mais importante, faltou o amor sincero. Ele se arriscou, teve coragem, ele acreditou que você o coresponderia, achou que se desse o primeiro passo, seria recebido de braços abertos.
Mas foi tarde demais que ele percebeu, que essa paixão não daria certo. Foi chicoteado pela rejeição, esfaqueado por sua incompreensão.
Foi forçado a voltar para seu confinamento, friu e escuro, cheio de feridas, afinal quem suporta a rejeição?
Em seu confinamento, lhe resta apenas a esperança.
Esperança de que um dia possa ser libertado, que valha a pena a liberdade, para que seu sonho se torne realidade, a realidade que muitos sonham.
Serem felizes com o amor de suas vidas.

 
Autor
Alehandro
Autor
 
Texto
Data
Leituras
418
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.