https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Liberdade

 
Liberdade

A que me dás

quando te sinto e alcanço

Quando não nego, nem temo…

o doce atear

de meu fogo manso.


Palavras ardentes

que aquecem o sangue

crescem no tempo,

escrevem o infinito

num breve momento…


E nos teus braços morrem os medos

nascem vontades

nos nós que desfazes

com as pontas dos dedos.

 
Autor
Marília_Silveira
 
Texto
Data
Leituras
560
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
14
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 27/01/2010 20:46  Atualizado: 27/01/2010 20:46
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8268
 Re: Liberdade
Marília
Bem vinda aqui ao luso-poemas. Sei que vais gostar de estar entre nós.
Começas com um poema terno e deliciosamente escrito.
Parabéns
Beijo


Enviado por Tópico
Margarete
Publicado: 27/01/2010 21:09  Atualizado: 27/01/2010 21:09
Colaborador
Usuário desde: 10/02/2007
Localidade: braga.
Mensagens: 1199
 Liberdade à marília silveira.
há nós e nós. ambos de dois. um de duas pontas outro de dois corpos. há estar em liberdade e há ser em liberdade. aqui consegui estar e ser em liberdade. e em liberdade, cá para nós, lhe dou as boas-vindas ao lusopoemas.

um beijo,
mar.


Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/01/2010 21:16  Atualizado: 27/01/2010 21:16
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Liberdade
A Liberdade é a alma de todas as emoções
e que acompanha sempre o subconsciente dos poetas e amantes da verdade.

Um abraçooo de Boas Vindas!

Abilio


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 27/01/2010 22:23  Atualizado: 27/01/2010 22:23
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4571
 Re: Liberdade
Na liberdade morrem os medos, intensificam-se as vontades

Bela poesia
Bem vinda á lusos

Jinhos
Tudo de bom para ti Marilia


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/01/2010 12:25  Atualizado: 30/01/2010 14:34
 Re: Liberdade
liberdade...
"...nos teus braços morrem os medos
nascem vontades
nos nós que desfazes
com as pontas dos dedos."

e liberto, o poeta passa da pena ao papel toda a beleza da sua poesia. desculpe-me ter subtraido do seu lindo poema a última estrofe para compor meu comentário. seja bem vinda poetisa.

um beijo e afetuoso abraço, Marília.

Silveira


Enviado por Tópico
Norberto Lopes
Publicado: 30/01/2010 00:56  Atualizado: 30/01/2010 00:57
Colaborador
Usuário desde: 15/03/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 970
 Re: Liberdade
Alta noção de liberdade!..

Enviado por Tópico
Moreno
Publicado: 01/02/2010 23:54  Atualizado: 01/02/2010 23:54
Colaborador
Usuário desde: 09/01/2009
Localidade:
Mensagens: 3486
 Re: Liberdade
a liberdade ao desaguar nos braços do amor...

belo poema!

beijo

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 02/02/2010 00:10  Atualizado: 02/02/2010 00:10
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: Liberdade para marilia
não podias começar com palavra melhor:liberdade. e quando lhe juntas o amor a coisa ainda fica mais bonita.

muito bem,marilia

beijinho

alex

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 02/02/2010 11:50  Atualizado: 02/02/2010 11:50
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3404
 Re: Liberdade
Um poema que nos dá a liberdade da emoção... asa, nuvem, brisa. E uma nota sublime como remate.

Beijo e benvinda!