https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

SOLTANDO A PERERÉCA

 

SOLTANDO A PERERÉCA


Minha prima Conceição
ganhou do vizinho Zeca,
um animal de estimação
um filhote de pereréca.

Não sei o que aconteceu
com o bicho aprisionado,
quando o dia amanheceu
estava todo esfolado.

Ele estranhou a prisão
talvez não tenha aprovado,
tava mais preto que carvão
tava inteiro inchado.

A pereréca nada comeu
acho que ficou estressado,
ou algum bicho o mordeu
ficou com o zóio arregalado.

Antes que isso aí seca
naquela tardinha pensei,
passei a mão na pereréca
e lá num riacho soltei.

GIL DE OLIVE

 
Autor
gil de olive
 
Texto
Data
Leituras
1984
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
miriade
Publicado: 05/04/2010 00:19  Atualizado: 05/04/2010 00:19
Colaborador
Usuário desde: 28/01/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2171
 Re: SOLTANDO A PERERÉCA
Mas menino, esse poema é musica né? ...e de duplo sentido rsrsrs/ gostei de sua veia humoristica.

beijocarinho, Lu

Enviado por Tópico
amandu
Publicado: 05/04/2010 00:53  Atualizado: 05/04/2010 00:53
Colaborador
Usuário desde: 24/03/2008
Localidade: LISBOA
Mensagens: 3651
 Re: SOLTANDO A PERERÉCA
UMA COISA SANTA FEZ GIL. DEITAR ALEGRIA NA PERÉRECA E VIDA PENSANDO.
UM ABRAÇO E QUE TUA SEMANA SEJA DE LIBERDADE E BOA ESCRITA COMO SEMPRE EM TI VEJO.
ABRAÇO
AMANDU