https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

RETALHOS

 
Olhei o espelho sem fitá-lo bem.
Alguém se assomou…era ninguém.
Só me vi a mim e o reflexo do que sou.
Olhei-me de revés…depois de frente… pergunto:
Porque através dele me vejo tão diferente?
Em pose quase cruel, espelha as marcas da minha pele…
Perante meu olhar marcado quase que canta vitória
Esquece que o que reflecte são vivos pedaços da minha história…
Retalhos de vivências em que me envolvi e envolvo
as boas ficam, as outras dissolvo, mas fico mais forte para começar de novo.
Cada nova ruga ou cabelo prateado é uma lágrima que enxuga meu rosto molhado.
Então, escusas de me julgar com desdém,
meu corpo tem limites que minha alma não tem…
Acusa os sinais do tempo que não quero fintar,
não sinto desalento nem me magoa cá dentro
porque estou onde e como quero estar.
Assim o que vês não condiz, porque apesar de fatigado,meu coração renovado, é mais feliz…
Sabe melhor amar!


 
Autor
DulceGomes
 
Texto
Data
Leituras
778
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 26/04/2010 22:19  Atualizado: 26/04/2010 22:20
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10420
 Re: RETALHOS
Lindo, lindo!
Como eu gostava de enfrentar assim o espelho, e
poder não sentir desalento, nem mágoa. Fez-me bem ler este teu poema, é duma ternura que me sensibilizou este modo, de enfrentar a realidade que sempre nos magoa.

beijinho linda
fica bem

rosa