https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

QUE CORRAS OU NÃO CORRAS

 
Tags:  reflexão    tempo  
 
Porquê perder nosso tempo com coisas fúteis?
Ocupamos o tempo e no fim não dá resultado
Pensamos ou escrevemos, por causas inúteis
O melhor é passar o tempo a dormir no prado.

Sobre a erva verde, fresquinha, sem reflectir
Deixar bronzear as ideias com os raios do Sol
Talvez que aquecendo a inspiração possa vir
Ao ouvir lá nos silvados o cantar do rouxinol.

Apreciar a velocidade de um caracol apressado
Parte a tempo de chegar ao seu destino, e chega!
Nós corremos, mas não chegamos a nenhum lado
Porque nós corremos e na velocidade se escorrega.

Não merece a pena tentar resolver um problema
Que não existe que na nossa pobre imaginação
Deixemos que ele chega, mas esperar é um dilema
E quantas vezes problema não há, tudo é ficção.

Quer corras ou não corras, a distância é a mesma
Devagar se vai ao longe, lá diz o velho ditado
Eu prefiro ter a velocidade de uma velha lesma
Chegarei a tempo ficando a dormir no verde prado

A. da fonseca


SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
514
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 22/05/2010 16:39  Atualizado: 22/05/2010 16:39
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: QUE CORRAS OU NÃO CORRAS
Tens razão poeta para que correr tanto....


Abraço!

Varenka