https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

QUADRAS SOLTAS

 
QUADRAS SOLTAS
 

Risco os sonhos, sonhando
Risco saudades, partidas
Sem lápis eu vou riscando
As mágoas da minha vida.

No meu destino, sem norte
Neste caderno sem par
Eu traçei a minha sorte
Nas linhas do meu penar.

Eu dissolvi a amargura
No rio, na água corrente
Tento fazer de mim gente
Plantando na alma ternura.

P'ró cimo d'uma colina
Atirei o meu olhar
Joguei os sonhos no ar
E voltei a ser menina.

Quem pensa que leva sempre
A água ao seu moínho
Esquece que a água corrente
Também fica p'lo caminho.

Mói o trigo, faz farinha
O moínho sempre a rodar
Assim roda a minha vida
Á volta do meu penar.

Passaram os dias, loucura
Não vi o tempo a passar
Agora eu ando à procura
Dos dias para contar.

Cai a chuva miudinha
Vai caindo até mais não
P'ra lavar a alma minha
Em lágrimas de solidão.

 
Autor
rosa-branca
 
Texto
Data
Leituras
568
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.