https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

ATO FINAL

 
Era uma vez...
Uma gota de orvalho,
Tímida, trêmula,
Sobre uma pétala de rosa.
Ela caiu...
Explodindo!
Em centenas de fagulhas de cores,
Estilhaços do arco íris....
Morreu? Sumiu?
Não. Ficou para sempre,
Eternamente...
Gravada, nos sentidos,
Do poeta,
Do esteta...
Do simples...
De todos que viram,
E aplaudiram...
Com sua admiração,
(Mudas palmas...)
Aquele momento único de luz
Movimento e perfume,
Que encerrou o ato.

(Pedro Paulo da Gama Bentes/Brasil)



 
Autor
PedroPauloGamaBentes
 
Texto
Data
Leituras
627
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.