https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Caminhos

 
Ando por uma estrada sem rumo
Com a solidão a me fazer companhia.
As densas florestas ofuscam o brilho do sol
E não vejo a luz do dia.

Tropeço em algumas pedras na jornada
Pois meus olhos não contemplam o alento
A caminhada é fria e solitária
Que nem aos cantos dos pássaros é possível estar atento.

Meus olhos choram essa triste ilusão
De acreditar na eterna felicidade
Pois os caminhos nem sempre são de flores
E os espinhos revelam uma sinistra saudade.

Meus passos são indecisos neste caminho
Porque nele não encontro segurança
Seus olhos não contemplo na distância
E perdi do coração toda esperança.

Caminhos tortuosos e solitários
São o que restou para os meus passos
A partir do momento em que foste embora
E não mais senti o calor dos seus braços.


Odair José
Poeta e Escritor Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com
 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
678
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MicaelaFerreira
Publicado: 07/03/2021 11:27  Atualizado: 07/03/2021 11:27
Da casa!
Usuário desde: 22/10/2020
Localidade:
Mensagens: 226
 Re: Caminhos
Que rica inspiração. Saudações poéticas!

Carpe diem