https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

OUSADA

 
Muito amei pelas vielas mais escuras
Como se o amor fosse algo proibido
E pelas sombras passei silenciosamente
Com o embargo de uma alegria sufocada

Ousei amar, ousei viver apaixonada
Sentir que tinha que ir em frente
E deliciar-me na loucura dos delírios
Das minhas mais intensas sensações

Era como um vinho entranhando-se
Que me aquecia enrubescia e toldava
Distanciando-me de todos e de tudo
Como se estivesse imune às balas

Aí te encontrava, eras um narciso
De pétalas perfumadas abertas de cio
Para me abraçar até ao grande sufoco
Esvaindo-me numa total inconsciência

 
Autor
MarisaSoveral
 
Texto
Data
Leituras
619
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 27/08/2010 01:28  Atualizado: 27/08/2010 01:28
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: OUSADA
boa noite,

gostei do seu poema escrito com força de quem ama o que sente

abraço


Enviado por Tópico
Egéria
Publicado: 30/08/2010 17:05  Atualizado: 30/08/2010 17:05
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 293
 Re: OUSADA
Quem não deseja amar assim ?!
Beijos