https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

FLUTUANDO

 
Deixa-me entrar dentro da tua cabeça
só vejo flores a rebentar dos teus cabelos
olha para os meus olhos, devagar
para raiares a minha vida sombria…

Gosto tanto de ti
que chega a ser insano
preciso das tuas palavras
encostadas ao meu ouvido
brisas de calor e arrepios
quero-as tanto
que perco o sono.

Desassossegada
acordo cansada e silenciosa
e tenho em mim
o ruído das palavras
que não ouvi
que apenas pressenti.

Não sei o sítio a que pertenço
O que faço aqui
Porque não estou aqui, nem aí!

 
Autor
MarisaSoveral
 
Texto
Data
Leituras
1406
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
3
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 08/03/2014 05:16  Atualizado: 08/03/2014 05:16
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: FLUTUANDO
parece fácil flutuar no abismo
sentindo o chão quente respirando-nos...
assim senti. mas é particular.
poesia depois de bem feita, acertada a cor
é sol particular.
mas o contraste bom é que iluminando a palavra
é impossível não iluminar o papel...
querida, obrigada.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 01/11/2014 12:56  Atualizado: 01/11/2014 12:56
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4522
 Re: FLUTUANDO
Ola Marisa

AS escolhas são sempre difícil, mas ás vezes é preciso escolher..

Um poema intrínseco á tua alma, que gostei de ler

Beijinhos

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 15/12/2016 14:31  Atualizado: 15/12/2016 14:31
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4522
 Re: FLUTUANDO
Volto a ler-te por onde andas poetisa?

Beijinhos