https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

bagana

 
... ainda acende um cigarro, que de baforada em baforada lhe contrai os olhos verdes. o gosto que fica sinto depois quando me beija. é estranho um vício enfeitar e temperar uma pessoa. a névoa que a cerca combina com seu perfume casablanca. e descarta, como as palavras que diz, cada bituca, que aniquila friamente a brasa. ela fuma o mundo e o meu universo...


,,,mas Deus gosta de ser assim também, na forma de Eu!

 
Autor
joakencor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
479
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.