Poemas : 

Subitamente, para minha surpresa...

 
Tags:  sonhos    lágrima    destinos  
 
Subitamente, para minha surpresa, senti uma lágrima rolar pela minha face. Acariciando a minha pele, suave mel salgado . Em rota adquirida se precipitou no chão se desfazendo em mil goticulas, espelhos dos meus sonhos, tremendo ao vento traiçoeiro que, soprando através da janela semi aberta, teima em baralhar os destinos e os percursos já delineados pela mente e apadrinhados pelo coração.



Qual o tempo, qual sorriso
Qual lembrança que esqueceu
O vento leva nos lábios
A saudade que morreu
E eu fiquei sem saber
Se o amôr, a dôr, o riso…
Me deixam tão indeciso…
Qual dos três não serei eu ?

Apenas penso e não sinto
Tudo o que percorro eu minto
Deixei de ser quem não era
E sou apenas quase nada
Todo o resto é heresia
Todo o resto
É sonho que passou na madrugada


SaidSerra

 
Autor
SaidSerra
Autor
 
Texto
Data
Leituras
985
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 22/10/2010 19:14  Atualizado: 22/10/2010 19:14
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3024
 Re: Subitamente, para minha surpresa...
Achei tocante.
gostei imensamente, refletiu imagens do coração.
bj.