Poemas -> Amor : 

AINDA TROPEÇO NAS TUAS MARCAS

 
Suas marcas estão lá
Ainda tropeço nelas
Suas atitudes bruscas
Sua meia lua e um sol inteiro
Seu sorriso seu brilho
Único lume
Que ainda fresta meus escuros
Sua boca seu gosto
Seu rosto seus cabelos
Suas digitais
Ainda marcam meu corpo
Suas manias
Suas mentiras curtas
Aquelas manias tolas
Suas alegrias e molecagens
Ainda alentam-me
Seus seios
Seus meios
Ainda alimentam meu imaginário
Seu mundo confuso
As dívidas os traumas
As tramas
Você nua na cama
Seu calor seu corpo gostoso
Seus murmúrios
Seus gozos
Ainda me atordoam na noite
Seus papéis
Rascunhos
As gavetas confusas
Suas marcas ainda estão lá
E tropeço nelas
Toda hora te busco
Pego no telefone e desisto
Me toco
Resisto e calo-me
Na minha razão
Na minha rima
Cumpro sina e destino
Linhas transversais incertas e desvios
Caminhos tortos que nos levam
E depois nos abandonam o coração


Meus escritossão verdades inventadas, fatos adulterados, fingimentos diversos; tentativas de pintar um quadro, fazer um canção, escrever um livro.

 
Autor
Raul Los Dias
 
Texto
Data
Leituras
962
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nennika
Publicado: 09/09/2007 20:52  Atualizado: 09/09/2007 20:52
Muito Participativo
Usuário desde: 23/04/2006
Localidade: Brasil
Mensagens: 88
 Re: AINDA TROPEÇO NAS TUAS MARCAS
Belo poema...
Quando as marcas teimam em ficar no corpo como digitais... dificil evitar os tropeços !
Parabéns !

Enviado por Tópico
deolinda
Publicado: 04/10/2007 16:52  Atualizado: 04/10/2007 16:52
Novo Membro
Usuário desde: 19/08/2007
Localidade: lisboa
Mensagens: 4
 Re: AINDA TROPEÇO NAS TUAS MARCAS
Puxa como tenho marcas parecidas para tropeçar, de repente revi-me neste poema...beijinhos