https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ESPERANDO

 
FECHO OS OLHOS
NUNCA HOUVE TANTA LUZ NA ESCURIDÃO
MAS QUANDO OS ABRO
NÃO VEJO NADA.
UMA PONTE PODE NOS ATRAVESSAR
NOS LIVRAR DA CORRENTEZA
MAS DO OUTRO LADO
NÃO SABEMOS O QUE NOS ESPERA
PETÁLA E ESPINHOS
CRAVADOS NA MESMA ROSA
ENEBRIAM CO SEU PERFUME
MACHUCAm COM SEU TOQUE
CÉU E INFERNO
CONTRADITÓRIO COMO FALAMOS
DE INFERNO CONTRA DEUS
AO MESMO TEMPO DESEJOSOS
DE TENTAÇÕES
PARTO E CORRO
FUJO E RETORNO
AVES LIVRES PELOS HORIZONTES
QUATRO ESTAÇÕES
CHUVAS FORTES VARREM MINHA ESPERANÇA
INVERNO CONGELA MINHAS LEMBRANÇAS
PARTIDA...
DOR...
MEIA NOITE...ABRO A PORTA
NINGUEM!!!!!!!
CORRO...ATRAVESSO MORROS
COLINAS...PRINCIPÍCIOS
BARCO SEM VELAS NO OCEANO
APENAS A LUA COMO GUIA
PONTES QUEBRADAS
DE TUDO RESTA UM POUCO
ACHO QUE NÃO SOU DAQUI
CONTRAPONTOS
CONTROVÉRSIAS
BEM E MAL
BOM E MAU
CORRE ATRÁS DO CAVALO SELADO
ABRA PORTA PRA OPORTUNIDADE
DEIXE A LUZ ENTRAR
E SE TRANQUE
NÃO PENSE
NÃO HAJA
NÃO ESCREVA
GUARDE AS CANETAS
E OS PAPEIS DE PÃO
QUEIME SEUS ARQUIVOS
RASQUE SUAS CARTAS
UIVE PARA A LUA
DESEJE BOM DIA AOS CEMITÉRIOS
CUSPA NOS ASPEROS RETROANTES
E ORE...ORE...ORE...
DESPREZE QUALQUER COISA
PROVIDA DE POESIA
SEJA SONÂMBULO NA NOITE ENLUARADA
OUÇA OS PROVÉRBIOS ANTIGOS
SIGA OS CONSELHOS
MORRA...RESSUSCITE
E ME ESQUEÇA
ME DEIXE CAMINHAR PARA ONDE
QUER QUE A NÉVOA POSSA ME LEVAR
POUCO ME IMPORTA
NADA MAIS QUERO
CANSAÇO...ASCO...MERDA
PERDOE-ME
NÃO QUERIA ESTAR AQUI
DO OUTRO LADO DO ARCO-IRIS
DEVE SER DIFERENTE
QUEM SABE...EU NÃO ESTEJA LÁ
ESPERANDO POR MIM MESMO.

 
Autor
poeta1979
Autor
 
Texto
Data
Leituras
703
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.