https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O poema da noite... pelo menos da ultima..

 
Difícil está para adormecer.
Palavras enchem a minha mente.
Sozinho me encontro,
Mas é assim que tem que ser?
Difícil esta de sentir bem,
Será que eu somente,
Tristeza tenho dentro?
Será que estou a enlouquecer?
A hora é péssima,
Poucas pessoas me falam.
Nesta peça belíssima,
Que esta a ser a minha vida,
Quantas pessoas já passaram?
Quantas pessoas assistiram?
Será que para o amor o pano se fechou?
Será que é apenas dor,
Que a todos eu dou?
Difícil esta para adormecer,
Difícil esta de eu ser,
Aquela bela pessoa,
Que bem sabia amar.
Ouve o que no vento écoa,
Sente o qu está a pedir,
Sente o que não dá para ouvir.
Estarei sozinho?
Sozinho me encontro.
Bem cá dentro,
Do fundo sai de fininho,
Uma voz tão bela,
Que entra na mente e diz:
Não foi mal o que fiz,
Apenas mantive as memorias dela.
Sozinho não estas,
Tens-te a ti onde que que vás.


 
Autor
VariusEgus
 
Texto
Data
Leituras
561
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.